[caption id="attachment_4266" align="alignnone" width="640"]berinjela Berinjela à Tuti: para descomplicar a comida de festa[/caption]

Fritura tem seu valor, quem sou para negar? Mas lambuza a cozinha e fica uma tristeza quando esfria e murcha. Sabe aquela bandeja cheia de coxinhas e risoles desbeiçados? Que dó… Na festa de 2 anos do meu filho, resolvi não assumir esse risco. Os salgados serão uma carne louca de porco, feita pelo meu marido, e uma berinjela assada, feita por mim a partir de uma receita tirada do caderno da minha mãe. Para acompanhar, pão comprado na padaria.

Cada convidado se serve como quiser. Sem complicação. Os dois pratos podem ser preparados com antecedência, então é uma coisa a menos para se preocupar no dia da festinha. Agradam porquívoros, vegetarianos ou onívoros. Podem ser servidos quentes ou frios. Se sobrarem, migram bem para outras refeições – como recheio de sanduíche, molho de macarrão, item principal ou acompanhamento de um jantar ou um almoço. E são difíceis de dar errado, basta ter paciência e alguma atenção para não deixar nada queimar.

Abaixo explico a preparação da berinjela, que minha mãe pegou de uma amiga da minha avó, a Tuti, conhecida por cozinhar bem e também por revender ótimos pães de mel apfelstrudel. A receita do porco eu ainda vou ver se meu marido, autor do Blog do Nogueira, topa passar. Torça por isso, porque ela também é muito boa.

[caption id="attachment_4265" align="alignnone" width="640"]Os ingredientes: picou, misturou e forno! Os ingredientes: picou, misturou e forno![/caption]

Berinjela à Tuti

Ingredientes
4 berinjelas descascadas e cortadas em quadrados
4 dentes de alho amassados
3 pimentões vermelhos cortados em quadrados
750 gramas de cebolas picadas em pedaços grandes
½ copo de vinagre
1 copo de água
1 copo de azeite
Orégano
Sal
Pimenta-do-reino
Molho inglês

Modo de preparo
Coloquei todos os ingredientes em um tabuleiro. Assei em forno médio, mexendo de vez em quando, até eles ficarem macios e o líquido do fundo do tabuleiro ter evaporado. Isso levou umas duas horas.

Obs.: quando a berinjela já estava no forno, minha tia Elisa, que mora nos Estados Unidos, me mandou uma mensagem dizendo que geralmente coloca o vinagre depois de assar. Vou tentar isso de uma próxima vez. Ela também deu a dica de preparar com dois ou três dias de antecedência e ir ajustando o tempero ao longo desses dias.

3 Comments on Berinjela ao forno em vez de friturinhas

  1. Eu faço, realmente é uma delícia!
    A diferença de nossas receitas é que não tiro a casca da berinjela (é da casca que vem a maior porcentagem da vitamina do legume) e coloco 1 pimenta dedo de moça pitadinha sem semente e muito cheiro verde e coentro ( normalmente já bato no processador o coentro, cheiro verde, cebola e o alho, depois coloco duas colheres generosas, misturo com azeite na mistura picadinha da forma).

1Pingbacks & Trackbacks on Berinjela ao forno em vez de friturinhas

  1. […] Berinjela sempre foi um ingrediente frequente na mesa da família de Gustavo Goussain, de origem libanesa. Nas refeições preparadas pelo pai e pelo avô do chef, o vegetal podia ser recheado com carne ou misturado a uma pasta de gergelim para virar patê (babaganuche), entre outras receitas. No restaurante 011 Gastronomia, Gustavo a serve com um toque tailandês, em uma entrada leve e picante. […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *