Categoria: Da minha mãe

Testes de receitas do caderno da minha mãe.

Me refresca que eu gosto (3 doces gelados)

Nem só de sorvete são feitas as sobremesas de verão. Enquanto eu derretia em uma tarde calorenta em São Paulo, montei esta pequena seleção de doces gelados já publicados no blog.

Gelatina de laranja

[caption id="attachment_838" align="alignnone" width="660"]Ingredientes: folhas de gelatina incolor, laranjas-peras e a quantidade de açúcar que você quiser (eu não quis nada) Gelatina incolor, laranjas-peras e o tanto de açúcar que você quiser (eu não quis nada)[/caption]

Ingredientes
5 folhas de gelatina sem sabor
5 laranjas
½ xícara de água
Açúcar a gosto (eu não coloquei nada, mas a receita pedia, e acho que a maior parte das pessoas vai preferir adoçar um pouco)

Modo de preparo
Pique a gelatina e misture com 5 colheres de sopa de água.

Esprema as laranjas.

Junte o restante da água à gelatina e leve em uma panela ao fogo baixo até dissolver, sem deixar ferver. Tire do fogo e junte o suco de laranja.

Passe o líquido por uma peneira e em seguida o distribua em forminhas de silicone. Deixe na geladeira até firmar (eu deixei seis horas).

Na hora de desenformar, passe com cuidado uma faca nas laterais das formas, então as vire sobre pratinhos e aperte um pouco para soltar os doces.

Pavê de chocolate

[caption id="attachment_456" align="alignnone" width="640"]Usei cacau orgânico em vez de chocolate para amenizar um pouco o doce do pavê Usei cacau orgânico em vez de chocolate para amenizar um pouco o doce do pavê[/caption]

Ingredientes
3 colheres bem cheias de manteiga
250 gramas de açúcar
5 gemas
3 colheres de cacau em pó
Biscoitos tipo champanhe
Vinho de sobremesa

Modo de preparo
Misture bem a manteiga, o açúcar, as gemas e o cacau até formar um creme.

Para montar o doce, espalhe uma camada do creme no fundo de uma tigela. Em seguida, mergulhe rapidamente os biscoitos no vinho, disposto em um prato de sopa, e faça uma camada de biscoitos sobre a de creme. Faça então mais uma camada de creme, mais uma de biscoitos embebidos em vinho e mais uma de creme.

Coloque a tigela no congelador por cerca de uma hora (para acelerar o processo) e depois a desça para uma prateleira da geladeira e a deixe ali até a hora de servir.

Creme de morango

[caption id="attachment_282" align="alignnone" width="2448"]Receita da minha avó Viquinha nas taças que herdei dela Receita da minha avó Viquinha nas taças que herdei dela[/caption]

Ingredientes
2 caixinhas de morangos (cerca de 500 gramas)
100 gramas de açúcar
250 ml de leite frio
125 ml de creme de leite fresco

Modo de preparo
Lave bem os morangos, corte as folhas e os amasse bem com um pilão. Mistur a fruta com o açúcar e deixe a infusão na geladeira por uns 20 minutos.

Passe a fruta amassada por uma peneira, espremendo bem. Reserve a polpa que sobrou para fazer uma geleia mais tarde.

Junte o leite e o creme de leite à fruta e misture tudo. Volte um pouco o doce à geladeira para ficar bem refrescante e depois sirva em taças de bebida.

 

O que fazer com as bananas maduras? Torta!

torta de banana e goiabada 1
É a segunda vez que faço essa torta de banana e goiabada. Um casal de amigos vinha para o jantar e resolvi prepará-la com umas bananas que estavam prestes a passar do ponto. Para não ficar com muita sobra de doce em casa, cortei pela metade as quantidades dos ingredientes (a receita abaixo já está adaptada a essa versão reduzida). Funcionou bem: a torta ficou mais baixa e com a massa mais fina.

Teste número 53: torta de goiabada e banana da Regina
Fonte – Caderno de receitas da minha mãe – mas a “dona”da receita é a Regina, diarista e supercozinheira que trabalha com a minha família há anos.
Grau de dificuldade – Fácil.
Resultado – Uma boa sobremesa, especialmente quando acompanhada de um sorvete de iogurte.

Ingredientes da massa
120 gramas de farinha de trigo
60 gramas de manteiga
60 gramas de açúcar
1 gema
1/2 colher (sopa) de fermento químico
1 pitada de sal

Ingredientes do recheio
150 gramas de goiabada
5 bananas bem maduras

Modo de preparo da massa
Misture todos os ingredientes com os dedos até obter uma massa quebradiça.

Modo de preparo do recheio
Corte em pedaços a goiabada e a banana e coloque-as em uma panela com um pouco de água. Em fogo baixo, mexa e acrescente água aos poucos até que os ingredientes derretam e virem uma pasta grossa.

Montagem
Unte uma forma. Forre a forma com pedaços da massa como se fizesse uma colcha de retalhos bem selada. Em seguida despeje o recheio. Leve ao forno a 200ºC por cerca de 20 minutos.


Para cozinhar mais:

Maçãs verdes à milanesa

maçã verde à milanesaMaçãs fritas: receita do caderno da  minha mãe para a ceia de Ano Novo 

Vasculhei o caderno da minha mãe em busca de acompanhamentos para o leitão com lentilhas que meu marido planejava preparar para a ceia de Ano Novo. Fui com a cara destas maçãs porque tinham um ar meio retrô e, por causa da acidez, prometiam cair bem com a carne de porco. Promessa cumprida.

Na noite do dia 31, descobri também que as maçãs temperadas conforme a receita mas não empanadas nem fritas rendem um petisco gostoso ou mesmo um bom acompanhamento. No tradicional almoço de sobras de 1º de janeiro — quando o estado da cozinha não era convidativo para novas frituras —, as maçãs cruas com limão, sal e pimenta casaram deliciosamente com o que restava do leitão.

Teste número 51: maçãs verdes à milanesa
Fonte – Caderno de receitas da minha mãe.
Grau de dificuldade – Fácil (o mais difícil é cortar as rodelas, caso você não tenha um fatiador. Cuidado).
Resultado – Um gostoso acompanhamento para carne de porco (e a descoberta de que a fruta temperada fica gostosa mesmo antes de empanar e fritar!).

Ingredientes
2 maçãs verdes
Suco de ½ limão
Sal
Pimenta
Farinha de trigo para empanar
2 ovos
Farinha de rosca para empanar
Óleo para fritar

Modo de preparo
Fatie as maçãs com cerca de 0,5 cm de espessura, deixando a casca (eu fiz algumas rodelas e algumas meia-luas). Usando uma faca ou um cortador, retire o miolo com os caroços. Tempere com limão, sal e pimenta.

Empane cada pedaço na farinha de trigo, depois no ovo batido, depois na farinha de rosca. Frite em óleo bem quente e sirva na hora.

ceia de Ano Novo
A ceia: leitão com lentilhas, maçãs verdes à milanesa e salada picante de espinafre, laranja e avocado

Bolo-relâmpago, pudim com limão, ameixas tostadas de Paola Carosella… As receitas mais vistas de 2015

Não sei de você, mas eu comi muito bem em 2015. Para fechar o ano, listo abaixo as 5  receitas mais populares n’O Caderno de Receitas nos últimos 12 meses. Gente de bom gosto visita o blog, viu?

Feliz 2016 e bom apetite!

5. O bolo de liquidificador que já é um clássico do blog.

bolorelampago
Publiquei o post em 2014, mas ele continua entre os mais vistos. Pudera: além de gostoso, o bolo é facílimo de fazer.

Ingredientes
11 colheres de sopa de açúcar (mais um pouco para polvilhar)
10 colheres de sopa de farinha de trigo
1 colher de sopa de manteiga (mais um pouco para untar)
1 colher de sopa rasa de fermento químico em pó
3 ovos
1 xícara de leite
1 pitada de sal
Canela em pó

Modo de preparo
Bata todos os ingredientes no liquidificador até obter uma massa bem líquida. Despeje a massa em um tabuleiro untado e asse em forno médio-alto (200 ºC) até ficar levemente dourada (faça o teste: quando enfiado no meio da massa, um palito deve sair sem pedacinhos grudados). Polvilhe açúcar e canela sobre o bolo assado.

4. O pudim que eu penei para aprender, mas que no fim ficou incrível.Pudim de leite condensado com baunilha e raspas de limão: fui atrás do que minha avó não dizia no caderno de receitaJuntei a receita do pudim de leite condensado com baunilha e raspas de limão da minha avó Viquinha e as dicas de experts em doces.

Ingredientes
1 lata de leite condensado
1 lata de leite de vaca (medido na lata de leite condensado)
4 ovos
Alguns pingos de extrato de baunilha
Raspas de um limão (pode ser substituído por uma laranja)
1 xícara de açúcar

Modo de preparo
Misture todos os ingredientes, exceto o açúcar, e bata bem. Reserve.

Mexendo sempre com uma colher de pau, derreta o açúcar em uma panela no fogo médio. Quando começar a dourar, junte meia xícara de água (com cuidado, porque o açúcar fica muito quente). Continue a mexer até criar uma calda homogênea.

Use a calda para untar uma forma para pudim e despeje o resto no fundo da forma. Cubra com o creme feito com os outros ingredientes.

Coloque a forma de pudim sobre uma tigela preenchida com água, para cozinhar em banho-maria. Cubra a forma de pudim com um pedaço de papel-alumínio. Leve ao forno a 180ºC. Quando a superfície começar a mudar de cor, faça um teste enfiando um palito na massa. Se sair seco, está pronto (no meu forno, isso demorou cerca de uma hora. Talvez eu pudesse ter cozinhado um tiquinho menos).

Deixe o pudim na geladeira por pelo menos seis horas.

Na hora de desenformar, aqueça um pouco o fundo da forma na chama do fogão. Passe uma facas nas laterais. gire a forma de um lado para o outro e então vire-a sobre um prato grande o suficiente para comportar toda a calda. Se for preciso, dê batidinhas no fundo da forma até o doce se soltar.

3. Abacaxizinho: um doce com gosto de festa infantil à moda antigaUm exército de abacaxizinhos: doces para quem gosta de doceNada (nada!) contra brigadeiro, mas vamos variar o docinho de festa, né?

Ingredientes
2 abacaxis descascados
1 coco ralado (se você não tiver ralador de coco nem for masoquista, pode comprar o coco em saquinho ou ralado na feira)
900 gramas de açúcar (parece muito, e é. Tentei fazer com 300 gramas e não deu liga, então encarei as calorias e joguei os 600 restantes. Ficou bom, mas doce doce)

Modo de fazer
Bata o abacaxi em pedaços no mixer (a receita original mandava passar no moedor de carne, mas eu não tenho um moedor de carne). Junte o açúcar e o coco ralado. Coloque tudo em uma panela em fogo médio (como minha mãe tinha me avisado, a casa se enche de um cheiro de abacaxi e coco sensacional). Mexa até o doce começar a despregar do fundo da panela.

Quando a massa esfriar, faça bolinhas e passe por coco ralado.



2. Ovos com brioche e queijo ao forno.

ovo1Viva o pão com ovo! Ou o oeuf cocotte, para ser fina.

Ingredientes
1 xícara de brioche rasgado em pedacinhos (o original pedia simplesmente pão, mas resolvi esnobar)
3 colheres de sopa de leite
1 colher de chá de manteiga
Sal
Pimenta-do-reino
Noz-moscada
Queijo (usei o suíço raclette, mas fique à vontade para usar outro)

Modo de preparo
Jogue o leite sobre o pão, deixando-o bem úmido. Esmigalhe a manteiga por cima. Tempere com uma pitada de sal e pimenta-do-reino e noz-moscada moídas na hora. Misture tudo com uma colher.

Transfira o pão umedecido para uma tigelinha. Cubra com o queijo em pedaços ou ralado. Por cima de tudo, quebre um ovo.

Leve a tigela ao forno (180 ºC) por 15 a 20 minutos. Na hora de servir, salpique sal e pimenta (usei uma mistura de vários tipos).

1. Ameixas tostadas com amaretto e baunilha de Paola Carosella

ameixasAdorei conversar com a cozinheira sobre lembranças de infância, ingredientes frescos, receitas e, claro, MasterChef. O post com uma apetitosa sobremesa ensinada por Paola foi o mais lido de 2o15.

Ingredientes
400 g de ameixas frescas
1 fava de baunilha
3 colheres de sopa de açúcar mascavo
3 colheres de sopa de licor amaretto (ou suco de laranja se não quiser usar álcool)
Para servir:
Creme de leite fresco batido sem açúcar ou iogurte grego ou sorvete de baunilha

Modo de preparo
Pré-aqueça o forno a 180 graus.

Lave e seque as ameixas.

Corte-as no meio (pode deixar o caroço que não sair facilmente).

Aqueça por 5 minutos uma travessa de louça ou vidro ou ferro dentro do forno.

Abra a fava de baunilha no centro, retire as sementes e coloque-as dentro de uma bacia junto com o açúcar e o amaretto.

Misture bem e coloque a fava aberta junto.

Acrescente as ameixas e misture com as mãos por um minuto com cariño e boas intenções. Coloque na forma pré-aquecida.

Leve ao forno por 10 minutos.

Retire e coloque num prato bonito as ameixas e tente resgatar a maior parte do suco que soltaram. Regue as ameixas com essa calda.

Ofereça o creme chantilly ou iogurte ou sorvete à parte. Pode acompanhar amêndoas torradas.

Farofa doce da minha mãe – sugestão para o Ano Novo

farofa doce

Uma anotação ao lado da receita de farofa doce avisa: “é muito boa”. E é mesmo. Eu já conhecia essa especialidade da minha mãe de outros Natais, mas comi nesse último como se fosse a primeira vez. Recomendo para a ceia de Ano Novo ou como acompanhamento de um assado em qualquer outra refeição em que se queira comer bem.

Geralmente minha mãe usa manteiga, mas desta vez a trocou por um bom punhado de bacon gordo picadinho e azeite. O resultado acompanhou lindamente a paleta de leitão úmida e saborosa encomendada no restaurante Soeta, de Vitória.

leitão do soeta

Ingredientes
80 gramas de bacon picado
Azeite
½ cebola ralada
50 gramas de ameixas pretas picadas
50 gramas de uvas passas
50 gramas de castanhas-do-pará picadas
50 gramas de nozes picadas
250 gramas de farinha de rosca
Molho de assado (se houver)
125 gramas de presunto em cubinhos

Modo de preparo
Frite o bacon em fogo baixo. Acrescente azeite e doure a cebola. Junte as ameixas, as passas, as castanhas e as nozes e refogue bem. Junte aos poucos a farinha e, se preciso, ponha mais azeite, para a farofa ficar bem úmida. Se tiver, coloque algumas colheres de molho de carne assada, que dá um gosto especial. Por último, adicione o presunto.

natal

 

O Caderno de Receitas (e biscoitos de araruta) na revista Vida Simples

Dei uma entrevista para a revista Vida Simples sobre a gostosa e às vezes desafiadora tarefa de refazer receitas de família para o projeto d’O Caderno de Receitas. Estou feliz, feliz porque saiu em uma reportagem linda sobre a importância de preservar nossa herança culinária e a dificuldade de encontrar alguns ingredientes quase esquecidos.

Na matéria, conto da saga que foi preparar os biscoitos de araruta que, na infância e adolescência da minha mãe, eram tão comuns. Abaixo, publico novamente a receita. E deixo já a dica para quem estiver em São Paulo: encontrei araruta no Mercado de Pinheiros.

Depois de um acerto aqui e outro ali, os biscoitos de araruta saíram - e ficaram bons!

Biscoitos de araruta

Ingredientes
½ quilo de araruta
250 gramas de manteiga
250 gramas de açúcar
3 ovos (as claras em neve)
250 gramas de farinha de trigo
1 colher de sopa de fermento químico
Gotas de extrato de baunilha (a gosto)
Raspas de casca de limão (opcional)
Pedaços de goiabada ou outro doce

Modo de fazer
Misture os ingredientes secos. Junte a manteiga e amasse tudo com as mãos. Adicione também as gemas, a baunilha e as raspas de limão e amasse mais. Por último, acrescente as claras batidas em neve.

Faça bolinhas e amasse para moldar pequenos discos. Coloque-os em uma assadeira untada. Sobre cada um deles, coloque um pedacinho de goiabada.

Asse em forno baixo.